Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos

Você está aqui: Home Noticias

MAIS IMPOSTOS? | Gastos novos geram novos impostos, afirma Levy

impostosFLORIANÓPOLIS - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, admitiu neste sábado em Florianópolis que a aprovação das medidas de ajuste fiscal na Câmara fora do tamanho esperado poderá fazer com que o governo realize um contingenciamento maior do que o inicialmente previsto ou aumente impostos. "Isso pode nos levar a ter que reduzir as despesas ainda mais", disse.

Leia mais...

CORTAR NA CARNE DO POVO | Fazenda defende um contingenciamento de R$ 78 bilhões após derrotas do ajuste fiscal

aperto cintoEstado SP - Diante da dificuldade em aprovar as medidas de ajuste fiscal no tamanho esperado, o Ministério da Fazenda defenderá um corte mais profundo no Orçamento da União de 2015, em torno de R$ 78 bilhões, para dar sinais de que o governo está de fato comprometido com as contas públicas. A proposta será discutida amanhã em reunião da presidente Dilma Rousseff com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Leia mais...

DIRETRIZES DA CENTRAL | Em reunião realizada na data de 15 de maio, na sede da Força Sindical, a executiva nacional ampliada da Central decidiu:

 reunia nacional

1 – Realizar uma grande manifestação nacional, em data a ser marcada para as próximas semanas, com uma pauta pelo desenvolvimento, contra o desemprego, a inflação, os juros altos, as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665 – que retiram direitos – e pela regulamentação da terceirização, com melhorias no texto aprovado na Câmara, com as Emendas que garantem as conquistas. 

2 – A Força Sindical não irá participar do ato marcado para o dia 29 de maio por Centrais Sindicais, conforme decisão da ampla maioria dos participantes da reunião. 

3 – Intensificar a luta no Congresso Nacional, especialmente no Senado Federal, visando sensibilizar os parlamentares sobre a importância da derrubada das MPs. 

4 – A Força Sindical só irá aceitar discutir mudanças na Previdência Social após o governo sancionar – caso ocorra a aprovação no Senado – o texto que estabelece a medida denominada 85/95 para as aposentadorias. 

5 – Os Sindicatos irão ampliar a luta cobrando mudanças nos rumos da política econômica como forma de combater o aumento do desemprego e da inflação.

BRASÍLIA | Câmara aprova fórmula alternativa que ‘acaba’ com o fator previdenciário

fim-do-fator brasiliaDiário de São Paulo – Em mais uma derrota da presidente Dilma Roussef na Câmara, os deputados aprovaram, ontem, uma emenda que altera o fator previdenciário. Na prática, os trabalhadores, no momento da aposentadoria, vão poder escolher pelo modelo atual, que gera perdas de até 40% no valor do benefício, ou pela regra chamada 85/95, mais benéfica para os que vão entrar na Previdência.

Leia mais...

UNIDADE | Sindnapi e Cobap unificam pauta em defesa dos aposentados, pensionistas e idosos

sindnapi cobap01Por Ricardo Flaitt (Alemão), de Brasília - Frente aos cortes de direitos propostos e implantados pelo governo, representantes do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sindnapi) e da Confederação Nacional dos Aposentados (Cobap) reuniram-se (12) em Brasília para unificar as pautas em defesa da categoria. O encontro aconteceu na sede local da Cobap e contou com lideranças de todo o país das duas entidades sindicais.

Leia mais...

Portuguese English French German Hindi Italian Japanese Spanish