Estado de Minas - O governador Fernando Pimentel (PT) disse que dará tratamento igualitário aos servidores aposentados nas próximas folhas de pagamento. Ele afirma, entretanto, que o parcelamento de salário não tem data para acabar. “O problema financeiro do estado vai continuar se não se fizer uma reforma da previdência pública”, afirmou.

Gaúcha ZH - Com apoio de vereadores da chamada bancada independente, o prefeito Nelson Marchezan conseguiu uma vitória na Câmara Municipal de Porto Alegre nesta segunda-feira (6) e viu sua proposta de criação de uma previdência complementar ser aprovada por 19 votos (o mínimo necessário) a 15. O voto decisivo para os planos do prefeito veio de Márcio Bins Ely (PDT), que divergiu de sua bancada e votou sim.

Extra - O prefeito Marcelo Crivella sancionou, quarta-feira, o projeto de lei que alterou termos do Regime Próprio de Previdência dos servidores públicos da Prefeitura do Rio. O ponto mais polêmico que começará a valer daqui a 90 dias trata da taxação de parte dos aposentados e pensionistas vinculados ao Previ-Rio, instituto de Previdência do município. A taxação aplicada será de 11%. Serão afetados todas as aposentadorias e pensões com valores brutos acima de R$ 5,645,80 — teto atual estabelecido pelo INSS.